16/09/10

SERÁ? que um jovem adolescente crente pode participar de uma balada?




Será que um adolescente crente pode participar de uma Balada?

Segunda um dicionário, balada é qualquer festa noturna dos jovens atuais. O que vai desde uma festa rave à algumas festas de formatura e até mesmo de aniversário.
Normalmente um ou mais elementos estão envolvidos:
Som alto e jogo de luz que criam ambiente para dança;

Bebidas e cigarro (em algumas drogas)

Ênfase na imoralidade (ficar e sexo)
Alguns destes elementos podem estar presentes em outros ambientes que não sejam chamados necessariamente de balada como barzinhos ou shows.
Para responder esta pergunta precisamos saber três coisas:

1. Qual o propósito da festa?
O povo de Deus tinha festas, eram várias no Antigo Testamento, mas precisamos ficar espertos, será que Satanás, o Príncipe deste mundo (1 Jo 5.19; 2 Co 4.4) é ingênuo?
Ele não é bobo, ele é o maior promotor de eventos que já existiu.
Numa de nossas reuniões a galera definiu o propósito da balada como sendo curtir, ficar doidão, pegar as minas. E este e realmente o propósito. A balada é o lugar para esquecer do dia-a-dia, dos pais, dos estudos, se soltar, enfim, curtir.
Mas o propósito de Deus para nós é que glorifiquemos a Ele em cada detalhe da nossa vida (1 Co 10.31), por isso ele sugere que fujamos das paixões da mocidade (2 Tm 2.22) que não fiquemos junto de pessoas que são imorais (1 Co 5.9) que não deixemos que nada domine nossa razão e nos deixe “doidão” (Ef 5.18).
Imagine uma festa de aniversário que se estende até mais tarde, com música insinuante, dança, bebida, sem a presença dos pais, com ambientes escuros, enfim, imagine, o que vai acontecer?
É claro que os casaizinhos vão se formar, que a pureza ensinada por Deus vai dar lugar à imoralidade pregada abertamente pelo mundo
Um cristão verdadeiro poderia participar deste tipo de festa?
É fácil arrumar desculpas:
__ Mas é só uma festa de aniversário...
__ Mas os pais do aniversariante estarão lá...
__ Mas...
No fundo você sabe o que vai rolar, sabe como a festa será, sabe que nada ali glorifica a Deus. Então porque participar? Porque ir em um lugar destes?
A resposta é simples, você gosta, e este é o nosso maior problema. Apesar do nosso propósito ser glorificar a Deus, nós somos pecadores, nossa carne luta contra nosso espírito (Gl 5.17), nosso desejo é para coisas do mau (Tg 1.14).
Deus fala claramente na bíblia que antes nós seguíamos o mundo e os nossos próprios desejos (Ef 2.1-3), agora no entanto, somos filhos da luz, devemos viver da forma certa, mostrando que somos crentes. Participar destas festas é concordar com elas, dizer que não há nada de errado ali, que eles podem continuar e que Deus não se importa com eles.
Uma segunda perguta importante é:
2. Qual a forma da festa?
Como é a festa? Que tipo de música? O que é servido? Como as pessoas se vestem e se portam?
Olhe para os três elementos que citei no início:
Som alto e jogo de luz que criam ambiente para dança;
Imagine que um grupo de amigos vai à sua casa e durante a conversa um deles começa a desmentir tudo o que você fala. Além disso ele fala que não importa que a casa é sua, que ele e os demais vão fazer o que bem entenderem ali, abrir a geladeira e pegar o que quiser, bagunçar os quartos, usar tudo o que desejarem, enfim, não interessa se você está ali ou não. Para terminar ele ainda começa a falar mal da dona da casa, sua mãe, inclusive usando termos bem baixos.
Como você se sentiria?
Pois então, Satanás usa muito da música atual para ensinar padrões diferentes dos ensinados por Deus, isto aqui na terra, no lugar que Deus criou. Não bastasse isso muitas músicas dizem para fazermos o que quisermos, “deixar rolar” o que estivermos à fim, sem consultar Deus, o dono de tudo.
Muitas músicas também rebaixam a mulher, criação de Deus, amada por Deus.
Sabe o que nós fazemos? Nada!
Olhamos para as pessoas e dizemos que é só arte, que a música é só para diversão, que não tem nada que ver com religião.
Mentira! Se o ambiente tem músicas e coreografias que vão contra princípios da Palavra ele não deve ser freqüentado por crentes.
Bebidas e cigarro (em algumas drogas)
A idéia é “ficar doidão”, é deixar-se dominar por algo que não é Deus. A bíblia é clara sobre isso, devemos ser dominados por Deus e não pelo álcool ou por qualquer outra coisa (Ef 5.18).
Muitos lugares vendem bebidas alcoólicas, como mercados e restaurantes. No entanto baladas e barzinhos tem por ênfase estimular o consumo, de forma que é comum vermos pessoas embriagadas em lugares assim (Pv 20.1; 23.29-35).
Ficar longe de lugares assim evita a tentação, e também traz proteção, pois mesmo que o crente esteja sóbrio, alguém ao redor pode não estar.
Ênfase na imoralidade (ficar e sexo)
Deus planejou um relacionamento entre homem e mulher no casamento que glorificaria seu nome. É este relacionamento que devemos buscar. Mas a cada dia o compromisso perde lugar para a satisfação de desejos sexuais. A bíblia é clara, a vontade de Deus é que sejamos santos, em prática, em pensamento e em ação (1 Ts 4.3-5).
Ao contrário o mundo prega a liberdade sexual, os relacionamentos sem compromissos como o ficar, a valorização do corpo e não do caráter.
Satanás investe pesado nesta área.

Conclusão
Em Romanos 12.2 Deus nos pede para não nos amoldarmos ao mudo, mas nos transformarmos. Infelizmente nestes últimos anos tenho visto muito mais nossos adolescentes e jovens ficando mais parecidos com o mundo do que influenciando o mundo.
Precisamos voltar a ser sal, ser diferente, à mostrar o testemunho de uma vida transformada e não ficar tentando copiar o que o mundo faz.
Que o Senhor nos ajude!!

Fonte : 
http://roberdeia.multiply.com/journal/item/41



0 comentários:

Postar um comentário